domingo, 26 de fevereiro de 2012

Doce de coco*



Um doce de coco

passou por mim



Ficou em minha vida

  e mais doce fiquei



A cegonha muito atenta

percebeu a situação



Pousou mel

  no coqueiro

     e

   trouxe

cinco docinhos

para a celebração



13/4/11 & 20/4/11

Eliana Pichinine



*Dedico ao meu pai e ao encontro dele com minha mãe.  Doce de coco era forma como chamava minha mãe.






sábado, 25 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Máquina de costura*


Linha e agulha

seguindo

a vontade

do pedal


daquela

artesã


Retalhos

revestidos

de atalhos

 para

a doce

aventura

 Vida

cerzida

nos tecidos

da imaginação
7/711, 8/7/11

Eliana Pichinine



*Para minha mãe

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Pestanas






Os olhos deste poema

piscam a cor do instante

e  passeiam pelos sentidos



 30/7/10
Eliana Pichinine

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Fenecimento


                           Antes

das   doze

badaladas

  do seu

                                coração



                               percebi

o  seu

encanto

fenecer



Corri e resgatei

                    na carruagem

                     da autoestima

                     minh’alma

                      dissipada



25/8/10, 3/9/10 & 6 /10/10

     Eliana Pichinine