sábado, 9 de setembro de 2017

poema



 
 
o alérgico
sentiu o pólen no ar
 
o enamorado
sentiu  o coração na boca
 
 
o alérgico enamorado
sentiu que estava encrencado
 
mesmo assim pegou
as flores que nasciam de seus
pensamentos e entregou o poema
 
 
 
Eliana Pichinine
 
 

tempo




 
 

 
ontem entardeci desde cedo
hoje quero sentir até tarde
o azul  e o amarelo brincando
no céu
 
 

 


Eliana Pichinine

 

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

quarta-feira, 19 de julho de 2017




Quando alguém

faz com o sentimento

o mesmo que o cão

quando cava a terra

com o  osso  na boca

 

quer silêncio
 
na  palma do coração


Eliana Pichinine